Kassab consulta metade do PSD, e maioria tende a liberar apoio para presidente

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL 09.12.2019 - Gilberto Kassab (ex-prefeito de São Paulo). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL 09.12.2019 - Gilberto Kassab (ex-prefeito de São Paulo). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Presidente do PSD, Gilberto Kassab diz ter chegado quase à metade da consulta que faz aos diretórios estaduais do partido sobre a eleição presidencial. Dos 12 ouvidos, 9 defenderam candidatura própria: Rio de Janeiro, Amapá, Paraná, Rio Grande do Sul, Pará, Alagoas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Acre.

Todos colocaram uma ressalva, no entanto: caso o partido não tenha um nome viável para a Presidência, deveria liberar os diretórios para apoiar quem quiserem.

Hoje, esse é o cenário mais provável, visto que as alternativas buscadas por Kassab, como Rodrigo Pacheco (MG) e Eduardo Leite (PSDB) não aceitaram a missão.

Defenderam apoio a Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a Bahia e o Amazonas, enquanto o Ceará tende a Ciro Gomes (PDT). Kassab diz não ter pressa para terminar o levantamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos