Kate McCann fala sobre a data que marca os 10 anos de desaparecimento de Madeleine

Kate McCann descreveu o aniversário de 10 anos do desaparecimento de sua filha Madeleine como um “marco terrível” e pediu que as pessoas não acreditassem nas “mentiras descaradas” que virão à tona nos próximos dias.

Ela publicou uma mensagem na página oficial da campanha Find Madeleine no Facebook, escrevendo: “Nós estamos nos preparando para as próximas semanas”.

Madeleine, na época com três anos de idade, desapareceu do apartamento onde a família passava férias em Praia da Luz, Portugal, no dia 3 de maio de 2007.

Kate e seu marido, Gerry McCann, de Rothley, Leicestershire, na Inglaterra, sempre falaram que nunca perderiam a esperança de encontrar sua filha.

Em meio aos sentimentos despertados pelo aniversário de dez anos do desaparecimento, no início do mês que vem, Kate escreveu: “Provavelmente será estressante e doloroso, principalmente por causa das novas versões de antigas ‘notícias’, informações erradas, meias-verdades e mentiras descaradas que surgirão nos jornais, redes sociais, e em ‘edições especiais’ de programas de televisão”.

Ela escreveu: “Dez anos – não há uma maneira fácil de dizer isso, escrever isso, aceitar isso. E agora estamos aqui… Madeleine, nossa Madeleine – dez anos”.

Kate McCann com o marido, Gerry (Imagem: Rex)

“A maioria dos dias é semelhante ao resto – um dia qualquer. 3 de maio de 2017 – um dia qualquer. Mas dez anos – um marco terrível de tempo, tempo roubado”.

No entanto, Kate disse: “Sempre haverá esperança”.

A mãe, de 49 anos, escreveu: “Nós iremos continuar, usaremos todo o nosso empenho, nunca iremos desistir e faremos o melhor da vida que temos”.

“Nós nos consideramos pessoas imensamente afortunadas por termos recebido o amor, a solidariedade e o apoio de tantas pessoas amáveis e íntegras ao longo da última década”.

“Houve muitos desafios e momentos difíceis nesta caminhada, mas o carinho, o incentivo e a positividade que recebemos da ‘maioria silenciosa’, sem dúvida, nos sustentou e manteve a nossa fé na bondade humana”.

A campanha para encontrar Madeleine fez um novo apelo em sua página no Facebook (Imagem: Official Find Madeleine Campaign)

A mensagem, assinada por Kate e por seu marido de 48 anos, termina com um “muito obrigado, de toda a nossa família”.

Ela disse que as aparições na mídia feitas anteriormente eram “exaustivas e muitas vezes não ajudavam a alcançar nosso único objetivo – encontrar Madeleine”.

Ela continuou: “As pessoas precisam ter um propósito. Nós poderíamos gastar todo o nosso tempo e energia tentando nos defender corrigindo imprecisões e mentiras, mas não sobrariam forças para procurar Madeleine, cuidar dos nossos outros filhos e viver a nossa vida”.

Kate também fez um apelo para a mídia.

Ela disse: “Mesmo que pouca consideração seja demonstrada por Gerry e eu, eles podem pelo menos ter em mente o efeito que esta negatividade infundada e injustificada pode ter nos nossos outros filhos – e, é claro, em Madeleine”.

Ela também falou sobre a investigação policial “ativa” do desaparecimento de Madeleine.

“Não há novos apelos que a polícia queira fazer neste momento, por isso estamos mantendo qualquer envolvimento com a mídia em relação a esta data num patamar mínimo”.

A Scotland Yard está ajudando a investigar o desaparecimento de Madeleine desde 2011.

No mês passado, o governo do Reino Unido confirmou que forneceu aos investigadores £85.000 (cerca de R$ 345 mil) para a continuação das investigações ao longo dos próximos seis meses.

Mais de £11 milhões (R$ 45 milhões) foram gastos na operação liderada pelo Reino Unido até o momento.

(Imagem principal: PA)

Ross McGuinness
Yahoo News UK