Kiev reivindica ganhos no campo de batalha, Rússia mantém fechado gasoduto para Europa

Bombeiros ucranianos tentam apagar fogo em casa em Bakhmut

Por Tom Balmforth

KIEV (Reuters) - A Ucrânia fez sua mais ousada declaração de sucesso no campo de batalha em sua contraofensiva de uma semana diante das forças russas no sul, enquanto os mercados europeus reabriram nesta segunda-feira em queda livre depois que a Rússia manteve seu principal gasoduto para a Alemanha fechado.

Depois de dias se recusando a dar detalhes sobre sua nova ofensiva, autoridades ucranianas postaram uma imagem online de três soldados levantando uma bandeira sobre uma cidade na província de Kherson, uma região ao sul ocupada pela Rússia desde os primeiros dias da guerra.

A imagem da bandeira sendo fixada em um poste em um telhado, supostamente em Vysokopyllya, no norte de Kherson, foi divulgada quando o presidente Volodymyr Zelenskiy anunciou que as forças ucranianas haviam capturado duas cidades no sul e uma no leste. Ele não identificou os locais.

Depois de meses sofrendo ataques de artilharia russa no leste, a Ucrânia finalmente começou seu tão esperado contra-ataque, o maior desde que expulsou as forças russas dos arredores de Kiev em março.

A Ucrânia manteve a maioria dos detalhes de sua nova campanha em segredo até agora, banindo jornalistas da linha de frente e oferecendo poucos comentários em público, dizendo que isso era necessário para preservar a surpresa tática. A Rússia disse publicamente que repeliu os ataques em Kherson.

Em um raro reconhecimento do lado russo de que a contraofensiva ucraniana estava estragando os planos de Moscou para o território que conquistou, a agência de notícias Tass citou uma autoridade instalada em Moscou em Kherson dizendo que os planos para um referendo para anexar a região à Rússia foram colocados em espera devido à situação de segurança.

O anúncio de Zelenskiy de que uma cidade havia sido capturada no leste também foi notável, uma sugestão de que a Ucrânia está aproveitando a pressão no sul para tentar reverter alguns dos ganhos que a Rússia obteve em outros lugares nos últimos meses.

GÁS RUSSOMoscou culpa as sanções ocidentais que, segundo o governo russo, interferiram nos reparos de equipamentos e forçaram a interromper o fluxo de gás através do Nord Stream 1, seu principal gasoduto para a Alemanha. A Rússia reabriria o gasoduto no sábado, mas anunciou que permanecerá fechado indefinidamente.

Os países europeus chamam o corte de gás de chantagem. Eles dizem que estão encontrando fontes alternativas de gás e já estão à frente das metas de abastecimento de tanques de armazenamento para o inverno.

(Reportagem de Tom Balmforth em Kiev)