Kim Kataguiri chama Bolsonaro de verme e quadrilheiro e diz que seus aliados são tchutchucas do centrão

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.10.2018 - O deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos coordenadores nacionais do MBL. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.10.2018 - O deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos coordenadores nacionais do MBL. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Último a discursar antes do início da votação para a presidência da Câmara dos Deputados, o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) fez o discurso mais enfático da noite desta segunda-feira (1º).

Em sua fala, o parlamentar chamou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de traidor e afirmou que o político Carlos Lacerda teria "vergonha de ver um verme como Jair Bolsonaro se chamar de conservador".

O deputado afirmou ainda que os aliados de Bolsonaro são tchutchuca do centrão e citou, em seu discurso, Ulysses Guimarães, que, em 1973, lançou uma candidatura simbólica contra a ditadura militar.

"Seu objetivo era expor a farsa do regime, que montava um teatro travestido de eleição presidencial. Seguindo seu exemplo, lanço essa candidatura simbólica pra expor essa eleição da farsa", disse. "Farsa porque não é uma eleição pautada por um debate de ideias, princípios e valores."

Kim Kataguiri afirmou ainda ao presidente que "sua hora vai chegar". "Você vai aprender que quando se vende a alma ao diabo, o capeta cobra com juros e correção monetária", disse.