Kirsten Dunst fala sobre o desconforto de filmar cenas de sexo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Kirsten Dunst, a Mary Jane de "O Homem Aranha", disse à revista "Marie Claire" americana que se sente desconfortável ao gravar cenas de nudez.

Recentemente, ela fez par romântico com Colin Farrell no remake do filme "O Estranho que Nós Amamos", que chega aos cinemas americanos este ano.

"Eu não gosto mesmo de fazer isso. Honestamente, meu sentimento foi o de acabar com aquilo o mais rápido possível", disse a atriz à publicação, em referência às passagens de sexo.

De acordo com a revista, Colin assinou embaixo: "É mais difícil para as mulheres. Na história do cinema, é óbvio que elas foram mais exploradas do que os homens em termos de sexualidade. É por isso que, nas cenas amorosas nas quais participei ao longo desses anos, eu fiz apenas o que a atriz precisava".

Kirsten teria afirmado à "Marie Claire" que Sofia Coppola, diretora do longa, foi quem tornou as coisas mais fáceis: "A Sofia era direta, do tipo: 'Vamos fazer isso rápido, só fotografaremos três takes e acabou'".