Klopp elogia o Flamengo: 'Tem tudo o que é necessário e não estão tão acostumados a perder jogos'

Carlos Eduardo Mansur

DOHA — Jürgen Klopp enfim se debruçou sobre as características do Flamengo, rival deste sábado na final do Mundial de Clubes. O técnico do Liverpool, que antes do torneio admitira conhecer pouco do rubro-negro, rasgou elogios ao rival em entrevista na véspera do confronto:

— Sei o que podemos esperar, muito intenso, muito organizado, Jorge Jesus mudou o time, realmente ajustado em sua escalação, todos sabem o que devem fazer. Jogam construindo jogadas, podem jogar direito, podem ir por dentro, tem jogadas pelos laterais. Têm tudo o que é necessário para um time de futebol. E não estão tão acostumados a perder jogos. Mas eu nunca joguei com Flamengo, Flamengo também nunca jogou com um time como Liverpool.

O desconhecimento dos europeus sobre o futebol praticado na América do Sul foi um dos temas recorrentes nos debates que antecederam o Mundial. Naturalmente voltados às suas disputas no Velho Continente, técnico e jogadores do Liverpool deixaram para se aprofundar no Flamengo após a classificação sobre o Monterrey, na semifinal. Tal comportamento não esconde, porém, uma velha admiração de Klopp.

— Meu pai me falava sempre, não importa o que aconteça no futuro, Pelé é o maior da história. Adoro o futebol que vem deste país maravilhoso — disse o treinador dos Reds.

Flamengo e Liverpool decidem o título do Mundial de Clubes a partir das 14h (horário de Brasília) deste sábado, em Doha, no Qatar. Enquanto o rubro-negro terá o time completo, os ingleses têm alguns desfalques, casos do lateral Fabinho e dos zagueiros Matip e Lovren. O também defensor Van Dijk é dúvida.