Kremlin adverte EUA sobre visita "provocadora" de presidente da Câmara dos Deputados a Taiwan

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante desfile militar do Dia da Vitória em Moscou
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Reuters) - O Kremlin advertiu os Estados Unidos nesta terça-feira que uma esperada visita a Taiwan da presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, colocaria o país em rota de colisão com a China e provocaria tensões na região.

"Não podemos dizer com certeza agora se ela irá ou não, mas tudo sobre esta visita e a possível visita a Taiwan é puramente provocadora", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, aos repórteres.

A China tem advertido repetidamente Pelosi contra a ida a Taiwan, que Pequim reivindica como parte de seu território. A China afirma que uma visita de Pelosi contrariaria o princípio de uma só China que os EUA prometeram cumprir.

(Reportagem da Reuters)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos