Kremlin culpa Ocidente e Ucrânia por potencial crise alimentar global

Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante entrevista coletiva em Moscou

(.)

LONDRES (Reuters) - O Kremlin disse nesta quarta-feira que o mundo pode estar à beira de uma grande crise alimentar, culpando as "restrições ilegais" impostas à Rússia pelos países ocidentais e as decisões das autoridades ucranianas.

Mais de três meses desde que invadiu a Ucrânia, a Rússia capturou grandes partes da costa de seu vizinho e está bloqueando seus portos, mas está tentando atribuir a culpa da falta de embarque de grãos às sanções ocidentais e a Kiev.

"Estamos potencialmente à beira de uma crise alimentar muito profunda ligada à introdução de restrições ilegais contra nós e às ações das autoridades ucranianas, que colocaram minas (explosivas) no caminho para o Mar Negro e não estão embarcando grãos de lá, apesar da Rússia não impedir de forma alguma", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, aos repórteres em uma teleconferência.

(Reportagem da Reuters)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos