Kremlin diz que seria "absurdo" deixar de apoiar Assad na Síria

Moscou (Rússia), 12 abr (EFE).=. O Kremlin tachou nesta quarta-feira de "absurdo" deixar de apoiar o presidente sírio Bashar Al-Assad, uma exigência feita pelos Estados Unidos, porque seria desistir da luta contra o Estado Islâmico (EI) e outros grupos terroristas que agem no país árabe.

"Assad é um dirigente legítimo da Síria", e o "exército que comanda participa diretamente da luta contra os terroristas internacionais que agora mesmo ocupam grande parte do território sírio, enquanto a Rússia apoia essa luta antiterrorista", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

IMAGENS DE ARQUIVO EFE. EFE TV - São Paulo - 19:20 GMT. Tags: russia,putin,lavrov,tillerson,siria,eua,nomonetizar,efe. Twitter: www.twitter.com/brasilefe. E-MAIL: tvefe@efebrasil.com.br. WEB: www.efeservicios.com. Palabras clave: russia,putin,lavrov,tillerson,siria,eua,nomonetizar,efe