Kremlin diz que tanques fornecidos pelos EUA "queimarão" na Ucrânia

Tanque Abrams dos EUA

(Reuters) - O Kremlin disse nesta quarta-feira que qualquer tanque de batalha Abrams fornecido à Ucrânia pelos Estados Unidos "queimará", considerando a esperada entrega como uma loucura cara.

Autoridades norte-americanas disseram à Reuters na terça-feira que Washington estava prestes a enviar dezenas de seus tanques de batalha M1 Abrams para a Ucrânia, revertendo sua posição anterior.

Falando em uma reunião diária com repórteres, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que, embora os embarques dos Abrams não estejam confirmados, serão um desperdício de dinheiro.

"Estou certo de que muitos especialistas entendem o absurdo desta ideia. O plano é desastroso em termos de tecnologia", disse ele.

"Mas, acima de tudo, ele superestima o potencial que irá acrescentar ao exército ucraniano. Estes tanques queimam como todos os outros", acrescentou ele.

Há meses Kiev pede por tanques ocidentais que diz precisar desesperadamente para dar a suas forças o poder de fogo e a mobilidade para romper as linhas defensivas russas e reconquistar o território ocupado no leste e no sul.