Kremlin diz que troca de prisioneiros Griner-Bout não é sinal de melhora nas relações entre EUA e Rússia

Porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov

(Reuters) - O Kremlin disse nesta sexta-feira que o acordo de troca de prisioneiros para trocar o traficante de armas russo Viktor Bout pela estrela do basquete norte-americano Brittney Griner não deve ser visto como um passo para melhorar as relações bilaterais entre Moscou e Washington, informaram agências de notícias estatais russas.

"As conversas foram exclusivamente sobre o tema da troca. Provavelmente é errado tirar quaisquer conclusões hipotéticas de que isso pode ser um passo para superar a crise nas relações bilaterais", disse o porta-voz do Kremlin, segundo a agência de notícias TASS.

"As relações bilaterais continuam em um estado lastimável", acrescentou.

(Reportagem da Reuters)