Léo Índio, sobrinho de Bolsonaro, perde eleição para deputado distrital no DF

FOLHAPRESS - Sobrinho do presidente Jair Bolsonaro (PL) e primo dos irmãos Flávio (Republicanos) e Eduardo Bolsonaro (PL), Léo Índio (PL) não conseguiu um assento na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

O candidato, que saiu na urna com o sobrenome Bolsonaro e foi exonerado em setembro da assessoria da liderança do PL no Senado por não trabalhar desde março, recebeu um total de 1.801 votos, ficando na 187ª posição entre todos os candidatos dessa disputa.

Ele foi deixado à margem pela família do atual presidente nos dias que antecederam o pleito, sobretudo após a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, declarar que o único indicado do clã ao cargo era Eduardo Torres (PL), seu irmão, que também saiu derrotado.