Líder cambojano Hun Sen testa positivo para covid após sediar cúpula da Asean

O primeiro-ministro do Camboja, Hun Sen, revelou nesta terça-feira (15, noite de domingo no Brasil) que testou positivo para covid-19 depois de receber mais de uma dúzia de líderes mundiais, incluindo o americano Joe Biden, em uma cúpula em Phnom Penh.

Ele disse no Facebook que recebeu o resultado positivo ao chegar à Indonésia para a cúpula do G20, mas que não apresentava sintomas.

Hun Sen teve reuniões sem máscara com líderes de oito países do Sudeste Asiático, dos Estados Unidos, China, Japão, Austrália e Canadá, na cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), que terminou no domingo.

"Caros compatriotas, testei positivo para covid-19", postou no Facebook, explicando que havia se testado todos os dias antes de viajar para o G20 em Bali e que sempre dava negativo.

"Não tenho certeza de quando esse vírus chegou até mim, mas quando cheguei, os indonésios coletaram uma amostra minha à noite e de manhã foi confirmado o positivo para covid-19", acrescentou.

Por razões de segurança, a delegação cambojana retornará ao seu país na terça-feira, disse o primeiro-ministro, de forma que perderá suas reuniões com os presidentes da China, Xi Jinping, e da França, Emmanuel Macron.

ss-lpm/pdw/cwl/mas/ag/ic