Líder da Frente Polisário prestará depoimento virtual à justiça espanhola

·1 minuto de leitura
(Fevereiro) O secretário-geral da Frente Polisário, Brahim Ghali

O líder da Frente Polisário do Saara Ocidental, Brahim Ghali, hospitalizado na Espanha e alvo de uma denúncia de tortura, testemunhará por videoconferência perante um juiz espanhol no dia 1º de junho, informaram fontes judiciais nesta quarta-feira (26).

O chefe dos independentistas saarauís, cuja hospitalização na Espanha provocou a fúria do Marrocos, foi intimado pela justiça espanhola devido a uma ação de Fadel Breika, dissidente da Frente Polisário naturalizado no país europeu.

Seu comparecimento à distância para uma audiência a portas fechadas foi aprovado por um juiz da Audiência Nacional, com a condição de que ele não deixe o hospital antes, disseram à AFP fontes desse tribunal superior com sede em Madri.

Brahim Ghali está sob tratamento desde meados de abril por complicações relacionadas à covid-19 em um hospital em Logroño, no norte da Espanha. Segundo fontes saarauís, Ghali ainda se encontra no hospital "em processo de reabilitação".

Sua presença no país causou "a exasperação" do governo marroquino, que o considera um "criminoso de guerra". A Espanha justificou sua transferência por "razões estritamente humanitárias".

O caso se complicou e se transformou em uma crise quando as autoridades marroquinas permitiram que milhares de migrantes passassem para Ceuta, enclave espanhol localizado no norte do reino.

Na Espanha, Brahim Ghali é também objeto de investigação após acusações de crimes contra a humanidade feitas pela Associação Saarauí de Defesa dos Direitos Humanos, com sede no país.

A Frente Polisário, apoiada pela Argélia, luta pela independência do Saara Ocidental de Marrocos. Essa região desértica foi uma colônia espanhola até 1975.

hmw-tpe/eg/mb/ic/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos