Líder em assistências, Gustavo Scarpa, do Palmeiras, viraliza nas redes como crítico literário: ‘Traiu’, avalia ele sobre Capitu e Bentinho

·1 minuto de leitura

Nem só de futebol vive o jogador. Gustavo Scarpa, meia destaque do Palmeiras, tem feito sucesso nas redes com as simples avaliações que faz sobre as leituras que encara.

O atleta, de 27 anos, carrega outro mérito. Ele busca repetir as médias de 2016 e 2017, e, até o momento, é o jogador com mais assistências no Campeonato Brasileiro - quatro, até então. Nos anos anteriores, foram dez e 12 passes que viraram gols, respectivamente.

No perfil do Instagram, ele deixa um espaço salvo apenas para comentar os títulos que lê entre jogos e treinos. Por exemplo, em relação ao clássico nacional “Dom Casmurro”, que narra o romance entre os personagens Capitu e Bentinho e analisa um possível adultério, Scarpa foi categórico: “Traiu”, escreveu ele, aos risos.

Também de Machado de Assis, ele avaliou “Memórias Póstumas de Brás Cubas” como “Legalzinho” e reiterou uma citação da obra: “Matamos o tempo, o tempo nos enterra”.

“A Metamorfose”, do escritor tcheco Franz Kafka, que narra a transformação de um adolescente em uma espécie de bicho, teve um comentário mais animado: “Maneiro. Moleque inseto”.

Confira abaixo:

No Twitter, usuários se animaram com os comentários.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos