Líder francesa de extrema-direita Le Pen diz que pessoas já não querem a União Europeia

LILLE (Reuters) - A União Europeia vai morrer porque as pessoas não a querem mais, disse a líder francesa de extrema-direita Marine Le Pen, numa comício no domingo, dizendo que o bloco será substituído por uma "Europa do povo".

"A União Européia vai morrer porque as pessoas não querem mais isso", disse Le Pen.

"Vamos mudar para outra Europa, a ideia europeia prejudicada pelos federalistas vai se revitalizar, revigorar-se na Europa do povo e ...das nações".