Líder do grupo Estado Islâmico na Síria morre em ataque com drone americano

O líder do grupo extremista Estado Islâmico (EI) na Síria morreu nesta terça-feira durante um ataque feito por um drone das forças dos Estados Unidos, confirmou o Pentágono à AFP. Maher al-Agal morreu quando pilotava uma motocicleta perto de Jindayris, na Síria, e um de seus principais auxiliares ficou gravemente ferido, afirmou o porta-voz do Comando Central do Departamento de Defesa, tenente-coronel Dave Eastburn.

“A remoção desses líderes do ISIS interromperá a capacidade da organização terrorista de planejar e realizar ataques”, de acordo com o coronel Joe Buccino, porta-voz do Comando Central dos Estados Unidos.

Segundo a NBC News, este seria o mais recente de uma série de ataques contra o grupo terrorista. No mês passado, um líder sênior do ISIS e fabricante de bombas não identificado foi capturado, de acordo com os militares dos EUA. Um ataque noturno das forças especiais dos EUA no noroeste da Síria em fevereiro também já havia levado à morte o principal líder do Estado Islâmico, Abu Ibrahim al-Hashimi al-Qurayshi.

A notícia ocorre pouco antes da viagem do presidente Joe Biden ao Oriente Médio. Ele deve chegar a Israel na próxima quarta-feira para uma série de reuniões no país e na Cisjordânia, antes de seguir para a Arábia Saudita.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos