Dinamarca expulsa dois diplomatas após envenenamento de ex-espião russo

Copenhague, 26 mar (EFE).- A Dinamarca anunciou nesta segunda-feira a expulsão de dois diplomatas russos, que terão uma semana para deixar o país, em resposta ao envenenamento no Reino Unido do ex-espião Sergei Skripal.

O ministro de Relações Exteriores dinamarquês, o liberal Anders Samuelsen, justificou esta decisão "extraordinária" pela necessidade de enviar um claro sinal de que o ocorrido é "inaceitável" e deu credibilidade às acusações americanas e britânicas.

Trata-se da primeira vez que um fato ocorrido fora das fronteiras dinamarquesas provoca a expulsão de diplomatas estrangeiros do país. EFE

alc/ff