Líder do Senado dos EUA pede que Biden acabe com expulsões 'detestáveis' de haitianos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
(Arquivo) O líder da maioria no Senado dos EUA, o democrata Chuck Schumer, em Washington, DC, em 11 de agosto de 2021 (AFP/Olivier DOULIERY)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, o democrata Chuck Schumer, instou o presidente Joe Biden nesta terça-feira (21) a encerrar as deportações em massa de migrantes haitianos, chamando essa política de atitudes "detestáveis e xenófobas" típicas da administração do ex-presidente Donald Trump.

"Exorto o presidente Biden a parar imediatamente com essas expulsões e acabar com esta política do Título 42 em nossa fronteira sul. Não podemos continuar com essas políticas Trump odiosas e xenofóbicas que desrespeitam nossas leis de refugiados", disse Schumer em pleno Senado.

Os agentes da patrulha da fronteira dos Estados Unidos estão se esforçando para conter o influxo em massa de imigrantes sem documentos, milhares deles do Haiti, em uma crise crescente para o governo Biden.

O Escritório de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA disse que a "maioria" dos imigrantes indocumentados será expulsa sob a política do Título 42, que restringe a imigração devido à pandemia da covid-19.

A crise se intensificou depois que as imagens do fotógrafo da AFP Paul Ratje, que rapidamente se espalharam nas redes sociais, mostraram agentes brandindo as rédeas de seus cavalos para ameaçar os migrantes e empurrá-los para o rio.

O Departamento de Segurança Nacional americano se comprometeu a investigar as alegações de abuso de migrantes haitianos por agentes patrulheiros da fronteira no Texas.

O secretário deste departamento, Alejandro Mayorkas, disse que policiais montados estão tentando controlar o fluxo de centenas de migrantes que cruzam o Rio Grande do México perto de Del Rio, no Texas.

"Todos nós vimos essas imagens horríveis vindo de nossa fronteira sul, com requerentes de asilo haitianos simplesmente tentando escapar da tirania (...) sendo recebidos em nossas portas com uma inimaginável (indignidade)", acrescentou Schumer.

“As imagens de migrantes haitianos sendo agredidos com chicotes e outras formas de violência física são totalmente inaceitáveis. Esse comportamento deve ser enfrentado e devemos ser responsabilizados. As imagens embrulham o estômago”, afirmou.

ft/md/yo/dga/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos