Líderes da UE manterão pressão de sanções sobre a Rússia; ouro pode ser novo alvo

Unidade de processamento de ouro na cidade russa de Krasnoyarsk

Por Francesco Guarascio

BRUXELAS (Reuters) - Líderes da União Europeia pretendem manter a pressão sobre a Rússia em uma reunião de cúpula desta semana, comprometendo-se a continuar trabalhando em sanções, mostrou um documento preliminar, com o ouro entre os ativos que podem ser alvo de uma eventual próxima rodada de medidas.

A UE adotou seis pacotes de sanções contra Rússia e Belarus desde o início da invasão da Ucrânia por Moscou em 24 de fevereiro, mas vários setores, incluindo o gás, permanecem praticamente intocados, já que os governos da UE evitam medidas que possam prejudicar suas próprias economias mais do que a da Rússia.

"O trabalho continuará sobre as sanções, inclusive para fortalecer a implementação e evitar a evasão", dirão os líderes da UE no final de sua cúpula regular em 23 e 24 de junho, de acordo com a versão mais recente do rascunho de suas conclusões, datada de 20 de junho, que foi vista pela Reuters.

O texto representa um compromisso entre os países nórdicos e orientais, que pressionaram por uma referência clara a um sétimo pacote na declaração da cúpula, e nações como Alemanha e Bélgica, que querem se concentrar na aplicação de medidas existentes, em vez de adicionar mais imediatamente.

Em uma versão anterior do texto, não havia menção a mais trabalho sobre sanções. Mas, de acordo com os desejos da Alemanha, o novo texto não se refere explicitamente a um sétimo pacote.

Embora nenhum novo pacote esteja sendo preparado, o trabalho está em andamento para identificar os setores que podem ser atingidos, disseram autoridades.

O ouro é um dos próximos alvos possíveis, segundo autoridades familiarizadas com as discussões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos