Líderes dos Balcãs unidos no combate ao tráfico de seres humanos

A atual tendência do tráfico de seres humanos nos Balcãs foi o tema do Balkans Freedom Forum que decorreu em Tirana, na Albânia.

O fenómeno é particularmente preocupante na região dos Balcãs.

O presidente da Albânia, que patrocina o evento, fala de "escravatura moderna", que continua a ser um problema também na Europa e no mundo.

Ilir Meta, disse: "Uma parte significativa das vítimas identificadas são cidadãos da nossa região". Uma série de medidas tomadas ao longo dos anos, mas o tráfico de crianças continua a ser significativo. A pandemia da COVID-19 tornou as crianças mais expostas ao tráfico. As medidas devem ser integradas no sistema infantil, reunindo serviços sociais e educacionais. A luta contra o tráfico deve basear-se na prevenção do fenómeno. Nesta situação, precisamos de aumentar a cooperação e coordenação através das autoridades, bem como a cooperação regional. Por outro lado, a situação económica no nosso país deve ser uma prioridade. O alvo dos traficantes são as pessoas em maiores dificuldades, pessoas em necessidade desesperada de trabalho, aquelas que facilmente caem nas mãos do tráfico. Uma economia mais inclusiva, o Estado de direito, não só melhoraria a vida dos nossos cidadãos, como reduziria significativamente o tráfico de qualquer tipo".

Meta acrescentou que "tal como previsto na estratégia contra o crime organizado, 2021-2025 e no Plano de Ação Nacional, quando o tráfico de pessoas requer garantias preventivas e parceria, proteção e assistência, é necessária investigação para os traficantes, incluindo quaisquer funcionários colaboradores. "Há necessidade de formação contínua da Polícia do Estado, procuradores, para uma rápida investigação e repressão do tráfico".

Por seu turno, a presidente do Kosovo, Vjosa Osmani, referiu: "A presença de diferentes sistemas com casos inconsistentes para a identificação de casos de tráfico na região, a inconsistência de definições e várias restrições institucionais, mas também o apoio quase inexistente na polícia e o não envolvimento de todos os inspetores do trabalho na identificação dos casos teve um impacto direto e negativo na identificação bem-sucedida do tráfico".

Os líderes e os especialistas tentam identificar as disfunções dos sistemas que limitam o combate ao tráfico de seres humanos, reconhecendo que, apesar do esforço dos estados, há margem para melhorias para cumprir as normas europeias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos