Líderes do G7 fazem piada com imagem de homem forte de Vladimir Putin

Os líderes do G7, grupo formado por sete das mais desenvolvidas economias do mundo, fizeram piada de algumas fotos do presidente da Rússia, Vladimir Putin, e sugeriram, de forma irônica, que deveriam tirar fotos parecidas, durante uma reunião de cúpula no Sul da Alemanha, neste fim de semana.

Guerra na Ucrânia: Rússia bombardeia Kiev no dia em que líderes do G7 iniciam cúpula na Alemanha

Em Luhansk: Severodonetsk cai e Exército russo está próximo de dominar província ucraniana

— Com o terno? Sem o terno? Vamos tirar o paletó? — perguntou o premier britânico, Boris Johnson, ao se sentar à mesa, durante o encontro que reuniu os líderes de EUA, Canadá, Japão, Alemanha, França, Itália e Reino Unido no castelo bávaro de Elmau.

O premier canadense, Justin Trudeau, sugeriu que esperassem até a foto oficial para retirarem os ternos, mas Boris voltou a fazer piada:

— Temos que mostrar que somos mais fortes que Putin — brincou o premier britânico

Trudeau respondeu que eles teriam de participar de uma exibição de equitação sem as camisas, referindo-se a uma clássica foto em que Putin aparece montado em um cavalo sem camisa, tirada em 2009. Sem mencionar a questão da roupa, Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, disse que “a equitação é a melhor opção”.

— Temos que mostrar nossos peitorais — disse Boris.

Pouco depois, todos posaram de terno, mas sem gravatas, para a sessão de fotos oficiais, antes que os jornalistas fossem convidados a deixar o local onde acontecia a reunião.

Ao longo de seus 22 anos à frente do governo russo, Putin repetidas vezes posou para fotos sem camisa ou praticando esportes ao ar livre, como forma de ressaltar uma imagem de masculinidade que permeia seu discurso político.

Em 2008, chegou a lançar um DVD com ensinamentos sobre judô, seu esporte favorito — ele é faixa preta 8º Dan e ocupou o posto de presidente honorário da Federação Internacional de Judô, uma honraria que foi retirada após o início da guerra na Ucrânia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos