Líderes mundiais precisam avançar mais para limitar aquecimento do clima, diz Johnson

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Premiê britânico, Boris Johnson
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

GLASGOW (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, exortou os líderes mundiais a irem mais longe em suas promessas climáticas na conferência do clima da ONU em Glasgow, dizendo que a meta de limitar o aumento da temperatura global a 1,5 grau Celsius continua viva.

"Agora estamos descobrindo que as coisas estão difíceis, mas isso não significa que seja impossível", disse Johnson a repórteres nesta quarta-feira.

"Isso não significa que não podemos manter o 1,5 vivo. Acho que com energia e comprometimento suficientes, e com líderes de todo o mundo agora ligando para seus negociadores e pedindo-lhes que se movam da maneira que sabem que podem se mover, e devemos mudar, ainda acho que podemos alcançá-lo."

(Reportagem de Elizabeth Piper)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos