Líderes do Taliban se reúnem após EUA dizerem que Zawahiri foi morto

Combatentes do Taliban em veículo nas ruas de Cabul, no Afeganistão

Por Jibran Ahmad e Mohammad Yunus Yawar

CABUL (Reuters) - Os principais líderes do Taliban no Afeganistão estavam discutindo nesta quarta-feira sobre como responder a um ataque de drone feito pelos Estados Unidos em Cabul que, segundo os EUA, matou o líder da Al Qaeda Ayman al-Zawahiri, disseram três fontes do grupo.

Os EUA mataram Zawahiri com um míssil disparado de um drone enquanto ele estava na varanda de seu esconderijo em Cabul no domingo, disseram autoridades norte-americanas, no maior golpe para os militantes desde que Osama bin Laden foi morto a tiros há mais de uma década.

O Taliban não confirmou a morte de Zawahiri.

Autoridades do grupo islâmico, aliados de longa data da Al Qaeda, inicialmente confirmaram o ataque de drone no domingo, mas disseram que a casa atingida estava vazia.

"Há reuniões em um nível muito alto sobre se eles devem reagir ao ataque de drones e, caso decidam que sim, qual é a maneira correta", afirmou à Reuters um líder do Taliban que ocupa uma posição importante em Cabul.

A fonte, que disse que houve longas discussões sobre liderança por dois dias, não quis ser identificada. Ele não confirmou que Zawahiri estava na casa stingida pelo míssil.

A reação do Taliban pode ter repercussões significativas à medida que o grupo busca legitimidade internacional e acesso a bilhões de dólares em fundos congelados, após a derrota de um governo apoiado pelos EUA há um ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos