Laís, do 'BBB 22', pede desculpas à Linn por torpedo com termo masculino: 'Eu estava agoniada'

·2 min de leitura

No "Big Brother Brasil 22", Laís chamou Linn da Quebrada para conversar sobre o polêmico torpedo anônimo que enviou para a cantora. A médica se referiu à participante do Camarote do reality com um termo masculino para perguntar se ela estaria solteira. Na edição de ontem, dia 23, Tadeu Schmidt levantou a questão entre os brothers e deu espaço para que Lina explicasse, mais uma vez, como as pessoas devem se dirigir a ela.

"Aí eu ja queria te acordar, eu estava agoniada, pensei 'não é isso, estão entendendo tudo errado'. Quis vir falar com você antes que ficasse saindo conversinha nada a ver", disse Laís em conversa com Linn nesta tarde.

"No primeiro dia eu fiquei sentida, tentando entender. Mas esperei alguém vir falar comigo", disse a cantora e atriz.

"Era como se fosse você perguntando, não eu te perguntando", explicou a médica, completando: "Você se impõe respeito, é linda, maravilhosa, plena, não tem nem como confundir".

Laís se refere ao primeiro dia de Linn na casa, que perguntou, brincando, para vários brothers: "Está solteiro? Pessoal ta perguntando aqui". Para a médica, foi uma forma de reproduzir a frase da artista.

Veja também:

Nas redes sociais, o uso do pronome masculino nesse contexto foi considerado transforbia por muitos do telespectadores do BBB. Linn é travesti e usa sempre o pronome feminino.

A conta oficial de Linn também se manifestou sobre o assunto:

Confira também:

No final da conversa entre as duas, Lina chega a relembrar outros casos de transfobia na casa, afirmando que "houve um erro de pronome aqui".

"Eu fico com um constrangimento que não me pertence", disse Lina.

"Não foi nada disso, talvez tenha entendido errado. Eu jamais ia te perguntar daquela forma. Perdão", finalizou Laís

Leia também:

"Bola para frente", respondeu Linn da Quebrada ao abraçar a colega de confinamento.

O torpedo anônimo não é controlado pela produção do BBB 22. No confessionário, os brothers podem mandar qualquer mensagem sem ser revelado sua identidade, e os torpedos são mostrados no telão da sala.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos