Ladrões devolvem carro roubado a mulher com esclerose múltipla e pedem desculpa em bilhete

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Ladrões que haviam roubado o carro de uma mulher de 56 anos com esclerose múltipla devolverão o veículo três dias após o crime. O automóvel foi encontrado próximo ao local de onde foi levado, com um bilhete no qual constava um pedido de desculpas.

No pedaço de papel deixado no assento havia a seguinte mensagem: "Nós também temos coração. Desculpe, mas não sabíamos do estado de saúde da sua mãe; desculpe de novo. Os ladrões".

O roubo ocorreu no dia 13 de janeiro, na cidade de Bari, na Itália. Maria Elena Barile recebeu o diagnóstico da esclerose em 2003 e atualmente usa cadeira de rodas. Após o roubo, a filha dela, Rita Damiani, de 26 anos, fez um apelo nas redes sociais e teve milhares de compartilhamentos.

Na ocasião, a jovem escreveu no Facebook: "Roubaram o único meio de liberdade de minha mãe. Não é um simples carro, facilmente substituível em caso de necessidade. Ponham a mão no coração e o devolvam".

Após o carro ser recuperado, a família decidiu criar uma campanha de arrecadação para doar um automóvel adaptado para uma associação local que atende pessoas com deficiência.

— Perdoamos quem o fez, mas esperamos que não o façam mais. Ninguém deve ser roubado. A minha mãe sempre esteve aberta ao perdão: acredita fortemente na redenção e espera que a restituição do automóvel não seja um gesto em si mesmo. Acredita que os ladrões não agiram assim devido à doença apenas, mas por entenderam ser um gesto não deve ser feito em hipótese alguma — disse Rita ao portal "fanpage.it".