Sem querer, pescador acha raríssima lagosta de duas cores; veja fotos

Reprodução/Centro de Pesca Costeira do Maine

Um pescador do estado do Maine, nos Estados Unidos, fez de um dia típico um dia simplesmente inesquecível. Daryl Dunham, sem querer, pescou uma raríssima lagosta de duas cores.

Metade preta e metade vermelha, ela é fruto de uma mutação genética extremamente rara. Após ter contato com o animal, cientistas afirmaram que esse tipo de lagosta surge apenas em um a cada 50 milhões de nascimentos da espécie.

Leia também

“A verdade é que nós [especialistas] sequer sabemos direito como esse fenômeno acontece, ainda é um fenômeno que não foi completamente compreendido. Lagostas são animais com muita variação na coloração”, afirma Mike Thalhasuer, conselheiro do Centro de Pesca Costeira do Maine.

Reprodução/Centro de Pesca Costeira do Maine

Foi este centro, aliás, o grande “vencedor” do achado do pescador. Daryl resolveu doar o crustáceo para o local para que ele fosse exposto para outras pessoas. E assim está desde que chegou ao local, encantando turistas e cientistas.

No local, ela está ao lado de outras lagostas com coloração diferenciada. Mas a vida do crustáceo em cativeiro não irá durar muito: segundo os especialistas do Centro, ela será devolvida ao mar em outubro, assim que terminar de ser estudada.

“É um momento extremamente raro para nós [do Centro] porque temos quatro lagostas de colorações totalmente exóticas e ao mesmo tempo, o que é muito difícil mesmo de acontecer. Estamos com sorte", diz o porta-voz do local à Insider.

Veja as quatro lagostas:

Reprodução/Centro de Pesca Costeira do Maine