Lançamento da chapa Tebet-Mara Gabrilli tem elogios e tom machista

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SÃO PAULO, SP, 02.08.2022 – SIMONE-TEBET-SP – Anuncio da candidatura a vice-presidência de Mara Gabrilli (PSDB) na chapa de Simone Tebet (MDB), em São Paulo, SP, nesta terça-feira (2). (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 02.08.2022 – SIMONE-TEBET-SP – Anuncio da candidatura a vice-presidência de Mara Gabrilli (PSDB) na chapa de Simone Tebet (MDB), em São Paulo, SP, nesta terça-feira (2). (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) foi anunciada na manhã desta terça-feira (2) como vice na chapa da candidata à Presidência da República Simone Tebet (MDB) e, discursos dos membros dos partidos, integrantes falaram sobre a importância de uma chapa formada por duas mulheres, mas usaram frases machistas para defini-las.

O evento foi transmitido pelo perfil do Instagram da presidenciável.

"Ela [Mara Gabrilli] também traz para a nossa campanha junto com a Simone a mensagem de que só o amor e a docilidade da mulher podem unir de novo esse país", afirmou o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Em seu discurso, Jereissati afirmou ainda que Elena Landau, que coordena a área econômica da campanha, às vezes é um pouco rebelde. "Mas a gente controla", disse.

No início de sua fala, Jereissati afirmou que seu nome tinha sido cogitado, mas que foi decidido não tomar decisão precipitada, mas que fosse pensada e discutida.

"Percebemos que nada representaria melhor, nesse momento em que o país precisa de uma reviravolta, a candidatura da Simone", afirmou.

José Serra que também esteve presente no evento elogiou a atuação política das duas candidatas e finalizou a fala dizendo que Tebet e Gabrilli estavam bonitas. "Se produziram hoje. Nisso eu presto atenção. E o Tasso presta muita atenção também", concluiu.

Segundo Roberto Freire, presidente do Cidadania, nunca na história do Brasil houve uma chapa formada por duas mulheres. "Dois homens é a regra, essa é a lógica", afirmou.

Para ele, ter duas mulheres à frente de uma candidatura não é para compor o cenário, mas para mudar a história.

"A chapa de duas mulheres não é contra os homens, é a favor da humanidade", afirmou. "Nós temos uma chapa de coragem que vai propor ao Brasil que volte a ter o amor, e a mulher sabe falar de amor", concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos