Landim confirma que tentará reeleição no Flamengo: 'Há ainda muito a ser feito'

Diogo Dantas
·1 minuto de leitura

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, confirmou de forma oficial, em contato com o EXTRA, que tentará se reeleger no cargo no pleito marcado para o fim de 2021.

O mandatario havia dito, ainda em 2018, que ficaria apenas três anos no cargo se fosse eleito, mas mudou de ideia, e explicou os motivos.

- O pedido de todos os representantes dos grupos de apoio, VPs, presidentes dos diferentes poderes do Clube, o incentivo dos meus familiares e a certeza de que há ainda muito a ser feito para que o Clube possa continuar evoluindo em todas as suas áreas de atuação - afirmou Landim à reportagem.

A confirmação da candidatura já foi feita aos grupos de apoio, embora ainda não tenha programação oficial para o lançamento da chapa da situação.

O vice-geral Rodrigo Dunshee, por exemplo, não confirmou que vem com o mesmo cargo no próximo triênio.

No Flamengo, a candidatura de Landim este ano era vista como importante para manter a paz entre as alas da diretoria que divergem nas questões do futebol.

De um lado, o vice de futebol, Marcos Braz, que apoia Landim de forma pública, e do outro os vices de finanças, Rodrigo Tostes, e de relações externas, Luiz Eduardo Baptista. A dupla chegou a ventilar o apoio ao vice de administraçao, Gustavo Fernandez, caso Landim não se candidatasse.