Lauro Jardim: Operação de hoje da PRF foi traçada em reunião no Alvorada

A ação protagonizada hoje pela Polícia Rodoviária Federal que acontece nas estradas brasileiras com ações que dificultam o transporte de eleitores começou a ser articulada na noite do dia 19 de outubro. As informações são da coluna do jornalista Lauro Jardim no Jornal O GLOBO, segundo o texto publicado na tarde deste domingo, na quarta-feira, dia 19, o núcleo duro da campanha de Jair Bolsonaro se reuniu no Palácio da Alvorada e traçou as ações fundamentais que deveriam ser tomadas na reta final do segundo turno.

Segundo o colunista uma dessas ações era justamente a operação que está sendo empreendida desde a madrugada deste domingo: os chefes dos órgãos que auxiliam a Justiça Eleitoral, como as Forças Armadas, PF e Polícia Rodoviária Federal, seriam instruídos para que os seus comandados ficassem atentos ao transporte irregular de eleitores, sobretudo no Nordeste.

Em sua coluna, Lauro Jardim afirma que o objetivo das ações nunca se tratou de uma preocupação com a marca da imparcialidade. O texto afirma que a expectativa do comando bolsonarista é que fossem barradas, impedidas ou dificultadas apenas eventuais locomoções irregulares de eleitores de Lula.

A coluna do jornalista ouviu um integrante da campanha:

— Nem seria preciso dar uma ordem explícita para nada. Como o efetivo dessas forças policiais é basicamente composto de simpatizantes do presidente, a consequência de uma operação como essa é óbvia.