Lava Jato: PF realiza operação contra desvios na Saúde envolvendo órgãos federais

·1 minuto de leitura
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

A força tarefa da Lava Jato iniciou Operação Dardanários contra desvios na Saúde no Rio de Janeiro e em São Paulo, envolvendo órgãos federais. As ações iniciaram logo nas primeiras horas dessa quinta-feira (06) e três já teriam sido presos. De acordo com a TV Globo, Alexandre Baldy, secretário dos Transportes de SP e ex-ministro de Temer, foi um dos detidos.

A Polícia Federal teria identificado nas investigações um “conluio entre empresários e agentes públicos, que tinham por finalidade contratações dirigidas".

Leia também

De acordo com a emissora, o juiz federal Marcelo Bretas expediu seis mandados de prisão e treze de busca e apreensão em São Paulo, São José do Rio Preto (SP), Petrópolis (RJ), Goiânia e Brasília.

Às 7h20 (horário de Brasília), três mandados de prisão já teriam sido cumpridos, inclusive um em São Paulo, sendo exatamente o de Alexandre Baldy. Um pesquisador da FioCruz também teria sido preso.

A operação desta quinta é um braço das apurações realizadas no âmbito das operações Fatura Exposta, Calicute e SOS.

"Dardanários” termo que dá nome à operação são "agentes 'de negócios', atravessadores que intermediavam as contratações dirigidas".

Os suspeitos devem responder pelos crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.