Lego registra lucro e vendas históricas no primeiro semestre após reabertura das lojas

·1 minuto de leitura

BILLUND, DINAMARCA - A Lego registrou lucros e vendas históricas no primeiro semestre de 2021, graças a uma forte demanda e à reabertura de suas lojas, informou nesta terça-feira a empresa de brinquedos.

O lucro líquido subiu 140%, totalizando US$ 989 milhões no primeiro semestre. As vendas cresceram 46%, a US$ 3,4 bilhões.

A Lego registrou uma alta das vendas on-line durante a pandemia, com 50% a mais no primeiro semestre em comparação com o mesmo período de 2020.

No ano passado, a empresa, controlada pela família do bilionário dinamarquês Kjeld Kirk Kristiansen,também registrou um bom resultado, apesar da pandemia, graças ao sucesso de suas franquias, que incluem produtos Star Wars e Harry Potter, assim como sua expansão na China.

Mas a fabricante de brinquedos também expandiu as vendas mundiais com a abertura de mais de 60 lojas novas no primeiro semestre do ano, mais de 40 delas na China.

Em junho, a Lego tinha 737 lojas de varejo, 291 delas na China.

"Nosso desempenho foi impulsionado pela forte demanda por nossos produtos, que atraiu novos construtores para a marca Lego", disse o presidente da empresa, Niels Christiansen.

"Nosso crescimento no ano foi beneficiado pela flexibilização das restrições pela covid-19 em relação a 2020, nossas fábricas operaram sem interrupções e a maioria das lojas reabriu as portas", acrescentou em comunicado.

Alguns destaques do relatório semestral

As vendas ao consumidor cresceram 36%, ultrapassando a indústria e impulsionando o crescimento da participação de mercado em todos os principais mercadosO lucro operacional saltou 104% para cerca de US$ 1,256 bilhão A Lego disse que abriu 60 novas lojas de marca no período, com mais de 40 delas na China.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos