Lei que prevê multa para fraudes no comprovante de vacinaçao no Rio ainda precisa ser regulamentada

O prefeito Eduardo Paes sancionou nesta quarta-feira lei que institui multa de R$1 mil como sanção administrativa para quem tentar fraudar o comprovante de vacinação contra a Covid-19. Caso a pessoa seja servidor publico, a multa sobe para R$ 1,5 mil. De autoria de onze vereadores, a lei ainda depende de regulamentação. A punição também vale para aquele que fuja do posto com comprovante, sem ter a vacina aplicada. Os casos também serão informados às autoridades policiais para que os envolvidos sejam investigados por crime de falsificação de documento público.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos