Lei Seca flagra 177 motoristas dirigindo sob efeito de álcool no dia do primeiro jogo do Brasil na Copa

No primeiro dia da Operação Copa-Verão, realizada na quinta-feira (24) durante e após o jogo da seleção brasileira contra a Sérvia, 177 motoristas foram flagrados pela Operação Lei Seca dirigindo após consumir álcool. O número corresponde a 16,5% do total de 1.073 condutores abordados. O maior índice de flagrantes de alcoolemia foi registrado em São Cristóvão com 26,27% dos casos, seguido de Bonsucesso com 21,93%. Na Baixada Fluminense, a cidade de Duque de Caxias foi a que mais registrou casos de alcoolemia. Por lá, a blitz abordou 118 motoristas e 24 deles, ou 20,3% do total, estavam dirigindo sob efeito de álcool.

A Operação Copa-Verão mobiliza 180 agentes civis e militares na realização de blitzes, inclusive durante o dia, em pontos estratégicos próximos a locais de grande concentração de torcedores. A ação é coordenada pela Secretaria estadual de Governo (Segov) por meio dos programas Lei Seca e Segurança Presente.

A operação continuará acontecendo durante os próximos jogos do Brasil na Copa e também no verão. As equipes espalhadas pela cidade contarão com a participação de motociclistas preparados para patrulhar as ruas periféricas à da operação e surpreender os motoristas que tentam escapar da blitz da Lei Seca por vias alternativas.

Além da Lei Seca o efetivo do programa Segurança Presente também irá reforçar o patrulhamento na área das suas 42 bases, localizadas em 21 cidades do estado. As atividades educativas também serão reforçadas durante a operação Copa-Verão com o objetivo de sensibilizar os motoristas a jamais dirigir depois de beber. Agentes cadeirantes e vítimas da violência no trânsito vão abordar os motoristas nos dias de jogos da seleção e também os consumidores de bebidas alcoólicas nos bares, restaurantes e demais pontos de concentração de torcedores.