Leilão de privatização da CeasaMinas ocorrerá em 22 de dezembro

Logo Agência Brasil
Logo Agência Brasil

Às 13h de 22 de dezembro ocorrerá o leilão de privatização das Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A. (CeasaMinas), na sede da B3, a bolsa de valores brasileira, em São Paulo. A data e as condições do leilão constam do edital publicado hoje (11) no Diário Oficial da União.

As propostas podem ser entregues até 16 de dezembro, das 9h às 16h, também na B3. Serão leiloados dois grandes terrenos localizados em Contagem (Lote 1) e da empresa (Lotes 2) ou dos dois ativos em conjunto (Lote 3). O vencedor que arrematar a empresa assinará contrato de concessão de uso com o estado de Minas Gerais para operar os Mercados Livres do Produtor atualmente geridos pela empresa estatal.

Notícias relacionadas:

O edital estabelece que o vencedor do leilão terá de investir R$ 27 milhões logo no início da concessão com os Mercados Livres do Produtor. Segundo o Ministério da Economia, esses investimentos beneficiarão diretamente as populações da Região Metropolitana de Belo Horizonte, em especial de Contagem, além dos municípios de Uberlândia, Juiz de Fora, Governador Valadares, Caratinga, Barbacena e Uberaba. De maneira indireta, serão beneficiadas as cidades de Maria da Fé e Patrocínio.

Em operação desde 1974, a CeasaMinas administra entrepostos de abastecimento em seis municípios mineiros. No fim da década de 1990, durante as renegociações da dívida do estado de Minas Gerais, o controle sobre a companhia foi transferido para a União, com o compromisso de transferi-la para a iniciativa privada, o que nunca ocorreu.

Em outubro do ano passado, o projeto de desestatização foi apresentado em audiência pública em Belo Horizonte. Em 4 de novembro de 2021, o Ministério da Economia publicou os estudos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e as sugestões dos órgãos de controle.

Desde o fim do ano passado, o BNDES, em parceria com uma consultoria contratada, apresentou o projeto de privatização da CeasaMinas a potenciais investidores. Antes do leilão, haverá um novo roadshow (viagens de divulgação). Segundo o Ministério da Economia, o BNDES listou potenciais compradores, que serão contatados para organização dos encontros