Leitura labial pega Mancini sugerindo expulsão no Ba-Vi e técnicos se irritam com ele

Técnico do Vitória recomendou expulsão que acabou com o Ba-Vi (Gazeta Press)

“Pede ao Bruno. Pode tomar o segundo amarelo”. Foram essas as palavras do técnico Vagner Mancini a Ramon, sugerindo que o zagueiro Bruno Bispo forçasse a expulsão. Pelo menos é o que garante um especialista em leitura labial ouvido pelo Blog. A partir desse cartão vermelho que o Ba-Vi terminou a 11 minutos do fim, por causa das expulsões, com o placar de 1 a 1 – o Vitória ficou com apenas seis atletas.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Mancini garantiu após o clássico que não fez qualquer orientação a seus jogadores, ignorando as imagens que o flagram mandando um recado via Ramon.

Alguns dos membros da FBTF (Federação Brasileira de Treinadores de Futebol) não gostaram do comportamento de Mancini e aproveitaram o episódio para detoná-lo. Com um detalhe importante: o treinador do Vitória é o idealizado da FBTF e hoje atua como um vice-presidente, auxiliando Zé Mário nas grandes decisões da federação.

Houve até quem deixasse o grupo de WhatsApp criado para os membros da federação e que tem Mancini como um dos administradores. A relação começou a se desgastar dias atrás, quando nesse mesmo grupo Mancini cobrou que todos os técnicos fizessem um minuto de silêncio por causa da demissão de Oswaldo de Oliveira no Atlético-MG.

Nos bastidores: O Ba-Vi ainda está bem longe de acabar. Tudo porque as imagens com a leitura labial devem ser enviadas à Federação Baiana de Futebol. A ideia é provar que houve uma ordem partindo do lado externo para que os jogadores do Vitória forçassem a expulsão depois da briga generalizada que resultou nos vermelhos de Kanu, Rhayner e Denilson pelo Vitória e Vinícius e Lucas Fonseca pelo Bahia.

Depois de conversar com Mancini, Ramon se dirige ao goleiro Fernando Miguel, que ouve alguma coisa e se levanta instantaneamente. Depois, Ramon fala algo para Bruno Bispo, que se dirige para onde a bola está e a chuta, impedindo o reinício do jogo. Por isso, leva o segundo cartão amarelo e acaba expulso.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: