Lembra dela? Atriz que viveu a Muda em 'Pantanal', de 1990, reaparece em manifestação bolsonarista no Rio

Durante a recente exibição de "Pantanal", ela não deu entrevistas nem celebrou o remake da novela que a tornou famosa nos anos de 1990, diferentemente de outros atores que participaram da primeira versão da trama. Há 25 anos longe da televisão, Andrea Richa, a intérprete da personagem Muda, reapareceu na manifestação que reuniu bolsonaristas radicais na terça-feira, feriado da Proclamação da República, no Centro do Rio.

Com fitas tapando a boca, Andrea, hoje com 58 anos, segurava uma cartaz no qual se lia "O STF estuprou a constituição".

Em seu perfil no Instagram, ela não fala mais sobre sua carreira de atriz e mostra pouco de sua vida privada. Antes e depois das eleições, suas postagens são, em sua grande maioria, de críticas ao presidente eleito Lula e de apoio a Jair Bolsonaro.

Além de "Pantanal", Andrea Richa participou de outras três novelas, como "O Salvador da Pátria" (1989), sua estreia como atriz, e "Mandacaru", na Manchete, seu último trabalho. Na Globo, ela ainda esteve no elenco da minissérie "A Madona de Cedro", depois do sucesso como Muda na novela de Benedito Ruy Barbosa.

Em sua último entrevista, ao EXTRA, cinco meses antes da estreia do remake da Globo, ela justificou seu afastamento da televisão.

"Me afastei da carreira artística porque é a vida. Acho também que a carreira artística, da maneira que eu concebia, foi se afastando um pouco da minha visão de mundo", disse ela na ocasião.