Lentidão no trânsito aumenta na cidade de São Paulo

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A média de lentidão no trânsito aumentou no município de São Paulo nesta terça-feira (25), de acordo com dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). O número de passageiros nos ônibus, por outro lado, permanece praticamente o mesmo.

Foram registrados 75 km de congestionamento, enquanto na terça passada (18), foram 68 km e na anterior (11), 65 km. O volume de carros, porém, não mudou de forma significativa: foram 6,4 milhões circulando ontem, e 6,3 milhões na semana passada e retrasada.

Nos ônibus havia cerca de 1,87 milhão de pessoas nesta terça, contra 1,86 uma semana atrás, e 1,9 milhão há 15 dias.

O índice de isolamento social também permaneceu em estabilidade nas últimas semanas, com variação entre 40% e 41% nos dias úteis, com exceção de sexta-feira (7), quando chegou a 39%.

Nesta terça-feira, a média ficou em 41%, mesmo valor da semana passada, e um ponto percentual a mais do que na semana anterior, quando o nível ficou em 40%.

A taxa de ocupação das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), porém, segue aumentando. Nesta quarta-feira (26), o estado tem 80,9% dos leitos ocupados, enquanto semana passada (19) eram 79,1%, e na anterior (12), 78,2%.

A região metropolitana da capital tem lotação de 77,7% hoje e 76,9% semana passada. Duas semanas atrás, era de 76,4%.

Em entrevista coletiva nesta quarta, o governo Doria recuou e estendeu a fase de transição até o dia 14 de junho. Na previsão anterior, a etapa terminaria no final deste mês. Segundo o governador João Doria, os indicadores pedem cautela neste momento.

Os estabelecimentos continuam a funcionar com 40% da capacidade e até às 21h, com exceção de parques, que fecham às 18h. Celebrações religiosas também permanecem autorizadas.

SP tem 109.241 mortes por Covid-19, com mais de 3,2 milhões de casos confirmados. A letalidade está em 3,4% no estado e 2,8% no país.