Leo Picon fala sobre expor a genitália em vídeo de Jade Picon: 'Não me importo'

Leo Picon revelou muitos detalhes de sua vida pessoa e carreira à Marília Gabriela, em seu novo programa de entrevistas, no Youtube. Um dos assuntos abordados foi sobre o pix de R$ 1,5 milhão que Jade teria transferido para o irmão antes de entrar no "Big Brother Brasil" e a exposição de sua genitália num vídeo publicada pela influenciadora.

"Foi uma brincadeira. Fui participar de um podcast, e qualquer entrevista eu jogo muito pra frente, porque é difícil marcar comigo muito em cima. Jogo lá pra frente e eu simplesmente esqueço. Aí eu falo: 'Cara, eu tenho um podcast justamente na semana que vazou que minha irmã vai entrar no Big Brother'. Não era oficial, era rumo. Vão me perguntar disso. Pra não falar nem que sim, nem que não, preferi sabonetar", revelou ele.

Questionado por Marília se existe uma competição entre ele e Jade, Leo avalia que sim, mas de forma "saudável".

"Temos uma competição saudável entre nós, no aspecto de jogos, videogame, esporte, desde a infância", disse. "Popularidade, números de seguidores, não?", perguntou Marília na sequência. "Se eu for levar isso a sério eu estou arrasado, né? Eu ia ficar preso em casa, chorando. Porque ela decolou. Pra mim é uma unidade. Se minha irmã tem um milhão de seguidores a mais do que eu, isso faz parte do nosso legado. Não é algo que está na minha ou nas mãos dela. Vejo como um ganho de todos, e eu fico muito feliz e orgulhoso", concluiu.

"E aí você vai na foto dela e fica de pau de fora?", questionou Marília. Leo explicou a situação na sequência:

"Estávamos numa casa na Califórnia e ela estava fazendo uma dancinha. Fui zoar ela, uma coisa entre a gente. Ai eu peguei e falei: 'Ah, filma meu saco'. Puxei o saco e coloquei na tela. E aí, quando eu faço essas coisas, eu penso: 'Cara, isso eu fiz pra nós, zoeira'. Ela postou, mas ela sabe que eu não me importo com essas coisas. Tenho uma parada na vida que, o que eu faço, eu não tenho nenhum problema de as pessoas ficarem sabendo", concluiu.