Leonardo Vieira relembra sexualidade exposta: “Vida virou de cabeça pra baixo”

·2 minuto de leitura

Morando em Portugal desde 2018, Leonardo Vieira, 52 anos, poderá reviver um personagem de grande sucesso em sua carreira. A novela ‘Sonho Meu’, será exibida novamente no ‘Viva’. Em um bate-papo com a jornalista Patrícia Kogut, do jornal ‘O Globo’, o ator relembrou alguns personagens, mas também lamentou quando teve sua vida exposta pela imprensa.

“Fui arrancado do armário contra a minha vontade e depois disso a minha vida virou de cabeça para baixo. Passei a sofrer ameaças de morte e desde então nunca mais fui chamado para um trabalho”, contou ele que chegou a sofrer algumas ameaças por assumir sua sexualidade.

Leia também:

“Em meio a todas essas questões de ameaça e falta de trabalho, teve a eleição do atual presidente, uma pessoa de quem eu discordo completamente em todas as posições. Eu sou cidadão português e já tinha planos de morar no país algum dia. Acabei, então, tomando a decisão. Mas não tenho feito trabalhos como ator por aqui. Não é algo que eu esteja procurando”, contou.

O ator não descarta a possibilidade de voltar algumas vezes para o Brasil “Mas morar não é algo que tenha vontade agora”, falou. “Eu sei que muita coisa está avançando desde que eu saí. A homossexualidade vem sendo discutida e aceita por uma parte da sociedade e até das emissoras. Tivemos, por exemplo, o Gil do Vigor, que faz sucesso com a sua cachorrada. Isso é muito significativo”.

Levando uma vida discreta, Leonardo é casado com Leandro Fonseca, os dois vivem em Lisboa e estão juntos há 13 anos. “Morávamos no interior, num lugar cheio de natureza e tranquilidade. Mas eu achei que seria interessante essa mudança para Lisboa. Acontece que logo depois veio a pandemia e tivemos que ficar presos em quarentena. E aqui ela é seguida muito à risca. Agora as coisas estão melhores. Esta semana eu fui jantar fora depois de um ano e meio”.