Lesa Pátria: quem são os presos pela PF suspeitos de envolvimento em atos terroristas

Operação mira suspeitos de financiar e participar da manifestação de 8 de janeiro

Lesa Pátria: PF prendeu 4 suspeitos de envolvimento nos atos terroristas de 8 de janeiro.  Em cima: Ramiro dos Caminhoneiros e Renan Silva Sena. Em baixo: Soraia Bacciotti e Randolfo Antonio Dias (Fotos: Reprodução/ Redes sociais)
Lesa Pátria: PF prendeu 4 suspeitos de envolvimento nos atos terroristas de 8 de janeiro.
Em cima: Ramiro dos Caminhoneiros e Renan Silva Sena. Em baixo: Soraia Bacciotti e Randolfo Antonio Dias (Fotos: Reprodução/ Redes sociais)

A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã desta sexta-feira (20), no âmbito da operação Lesa Pátria, quatro suspeitos de financiar ou participar dos atos terroristas de 8 de janeiro. São eles:

  • Ramiro Alves Da Rocha Cruz Junior, conhecido como Ramiro dos Caminhoneiros;

  • Randolfo Antonio Dias;

  • Renan Silva Sena;

  • Soraia Bacciotti.

Quem é Ramiro dos Caminhoneiros

  • Foi líder caminhoneiro;

  • Se candidatou a deputado federal por SP pelo PL (partido de Jair Bolsonaro) nas eleições 2022;

  • Em grupos bolsonaristas, seu nome é associado à arrecadação de recursos e à organização de caravanas de manifestantes à Brasília;

  • É acusado de atuar na mobilização dos atos terroristas de 8 de janeiro;

  • Ele alega, no entanto, que não chegou na cidade a tempo de participar;

  • Nas redes sociais, incita atos antidemocráticos e chegou a convocar golpistas para irem à Brasília;

  • Foi ele quem visitou os detidos no ginásio da PF, em 9 de janeiro, para levar panetone de chocolate. Um vídeo da visita foi publicado nas redes.

Quem é Randolfo Antonio Dias

  • Participava do acampamento golpista em frente ao QG do Exército em Belo Horizonte (MG);

  • Incitava ações ilegais em grupos de mensagem, como bloqueio de refinarias;

  • Também mandava áudios desejando a morte de Lula (PT) e do ministro Alexandre de Moraes, do STF;

  • Ele não tinha antecedentes criminais, segundo apurado pelo g1.

Quem é Renan Silva Sena

  • Foi funcionário terceirizado do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos;

  • Lá, atuava como analista de projetos do setor socioeducativo;

  • Foi demitido do cargo três meses depois;

  • Chegou a ser preso por soltar fogos de artifício perto do Ministério do Meio Ambiente;

  • Também foi levado à delegacia por crimes de calúnia e injúria após divulgar um vídeo ofendendo autoridades dos Três Poderes;

  • Em 2020, xingou e agrediu duas enfermeiras durante um ato contra o isolamento social;

  • Costumava seguir Jair Bolsonaro (PL) em agendas na Esplanada dos Ministérios;

  • Ao ser preso hoje, a PF encontrou R$ 22 mil em espécie.

Quem é Soraia Bacciotti

  • Intérprete de libras;

  • É do Mato Grosso do Sul;

  • Participava de ações de bolsonaristas radicais.

Presos são investigados por:

  • Abolição violenta do Estado Democrático de Direito;

  • Golpe de Estado;

  • Dano qualificado;

  • Associação criminosa;

  • Incitação ao crime;

  • Destruição;

  • Deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

A operação Lesa Pátria foi ordenada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) e expediu 8 mandados de prisão preventiva, além de 16 de busca e apreensão. Eles são cumpridos no Distrito Federal e outros cinco estados.

Mandados cumpridos

  • Distrito Federal: 5 de busca e apreensão e 2 prisões

  • Goiás: 1 busca e apreensão

  • São Paulo: 7 busca e apreensão e 3 prisões

  • Rio de Janeiro: 1 busca e apreensão e 1 prisão

  • Minas Gerais: 1 busca e apreensão e 1 prisão

  • Mato Grosso do Sul: 1 busca e apreensão e 1 prisão