"Leslie" perde intensidade e furacão "Michael" se desloca com lentidão

Miami, 7 set (EFE).- A tempestade tropical "Leslie" continua perdendo intensidade, mas se espera que no fim de semana se fortaleça até se transformar de novo em um ciclone, enquanto o furacão "Michael" se desloca lentamente pelo oeste-sudoeste das ilhas Açores.

Os ventos máximos sustentados de "Leslie" caíram hoje para 100 km/h, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, em seu boletim das 21h (18h de Brasília).

O centro do sistema tropical, que "finalmente começou a se movimentar", estava localizado a cerca da latitude 27,4 graus norte e a longitude 62,2 graus oeste, a 600 quilômetros ao sul-sudeste do arquipélago das Bermudas.

Começou a se deslocar rumo ao norte a 7 km/h, espera-se que aumente sua velocidade de translação nas próximas 48 horas e nesta trajetória a tempestade passará ao leste das Bermudas no domingo.

Está vigente um alerta de tempestade para as Bermudas.

As fortes marés causadas por "Leslie" continuará afetando nos próximos dias as Bermudas, a costa leste dos Estados Unidos, desde o centro até o norte, as Antilhas menores, Porto Rico e as ilhas Virgens.

Já o furacão "Michael", os meteorologistas informaram que seu centro estava situado a cerca da latitude 31,4 graus norte e a longitude 41,3 graus oeste, a 1.495 quilômetros ao oeste-sudoeste das ilhas Açores.

Se movimenta rumo ao noroeste 6 km/h e mantém ventos máximos sustentados de 165 km/h.

O ciclone, que não representa uma ameaça para áreas povoadas, é um furacão de categoria 2 na escala de intensidade Saffir-Simpson de um máximo de 5.

Na temporada de furacões no Atlântico, que começou no dia 1º de junho e se prolongará até o dia 30 de novembro, se formaram 13 tempestades tropicais, das quais sete se transformaram em furacões: "Chris", "Ernesto", "Gordon", "Isaac", "Kirk", "Leslie" e "Michael". EFE

so/ma

(foto)