Levantamento de médicos na Rocinha mostra 145% de mortes a mais que o divulgado pela Prefeitura do Rio

DIEGO GARCIA E JÚLIA BARBON

RIO DE JANEIRO, RJ, SANTOS, SP (FOLHAPRESS) - Um painel feito com base em levantamento de médicos que trabalham na Rocinha detalha 145% de mortes a mais na comunidade do que o informado pela prefeitura durante a pandemia de Covid-19.

Segundo o registro dos médicos, a Rocinha já registra 22 óbitos, 13 a mais do que os 9 computados no Painel Rio Covid-19, que é atualizado diariamente pela prefeitura do Rio de Janeiro.

Fontes ouvidas pela Folha de S.Paulo apontaram que o painel da Rocinha foi feito a partir da análise de planilhas da vigilância sanitária, pesquisas no sistema de verificação de exames de laboratório e dados de moradores da própria comunidade.

O levantamento dos médicos da comunidade ainda aponta que existem outras 17 mortes investigadas e suspeitas de Covid-19 na Rocinha.

A iniciativa foi inspirada em feitos semelhantes no Complexo do Alemão e em Manguinhos e visa tornar públicos os dados de vigilância feitos por profissionais de saúde da Rocinha.

O levantamento também mostra 73 casos confirmados de Covid-19 na Rocinha, além de 167 internações por síndromes respiratórias agudas graves, que são pacientes suspeitos para o novo coronavírus.

Nesse caso, eles apresentam síndrome gripal ainda sem etiologia definida, falta de ar ou baixa saturação de oxigênio, com necessidade de atendimento em UPA ou hospital, e encaminhados por clínicas da comunidade.

Até este sábado (2), o painel da prefeitura citava 74 casos confirmados de Covid-19 na Rocinha.

O levantamento feito pelos médicos da Rocinha contempla apenas os casos de pessoas com indicação de internação hospitalar. Não estão incluídos os casos leves, com indicação apenas de isolamento domiciliar, que são a maioria dos atendimentos realizados nas clínicas da comunidade.

A prefeitura foi procurada para comentar a discrepância com os dados dos médicos da Rocinha, mas não respondeu até a publicação desta reportagem.

O painel da prefeitura diz que até este sábado (2) o Rio tinha 6.448 casos confirmados do novo coronavírus, com 603 óbitos.