Lewandowski autoriza internação de Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos pelo estupro de 70 pacientes

·1 min de leitura

BRASÍLIA — O ministro Ricardo Lewandowski concedeu um habeas corpus para que o ex-médico Roger Abdelmassih possa ser internado no Hospital Penitenciário do Estado de São Paulo. Ele foi condenado a uma pena de 278 anos por crimes de estupro e atentado ao pudor praticados contra mais de 70 pacientes e está preso em Tremembé (SP).

Segundo o ministro, considerado o quadro clínico descrito pela defesa de Abdelmassih, a autorização para que ele fosse internado se mostrou necessária.

"Embora este Relator reconheça a gravidade dos crimes cometidos por Roger Abdelmassih, faz-se necessário, considerada a situação conflitante entre relatórios médicos constantes dos autos", disse o ministro na decisão, "a concessão da ordem de habeas corpus, de ofício, para, uma vez mais, determinar a internação imediata do ora paciente no Hospital Penitenciário do Estado de São Paulo".

Pela decisão de Lewandowski, o juízo da 1ª Vara de Execuções Criminais da Comarca de Taubaté, em São Paulo, deverá solicitar, "de pronto", novo laudo médico-pericial junto ao Instituto Médico, Social e de Criminologia de São Paulo, "que deverá realizar completa e exauriente avaliação clínica do apenado".

Em agosto, Lewandowski havia negado um pedido feito pela defesa do ex-médico para que ele voltasse a ter direito à prisão domiciliar. Antes disso, em julho, a 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) aceitou pedido do Ministério Público (MP) estadual e determinou que ele voltasse a cumprir pena no regime fechado.

Antes dessa decisão, Abdelmassih estava em casa com tornozeleira eletrônica desde maio deste ano, quando a juíza Sueli Zeraik, da Vara de Execuções Criminais (VEC) de Tremembé, considerou que o estado de saúde dele era delicado e exigia cuidados constantes, que não seriam possíveis na prisão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos