Lewandowski concede habeas corpus para Abdelmassih ser internado em hospital

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, 23.10.2019 - O ministro Ricardo Lewandowski durante sessão no plenário do STF (Supremo Tribunal Federal). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, 23.10.2019 - O ministro Ricardo Lewandowski durante sessão no plenário do STF (Supremo Tribunal Federal). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu habeas corpus para a Roger Abdelmassih, 78, deixe o presídio de Tremembé e seja internado no Hospital Penitenciário do Estado de São Paulo.

O ex-médico brasileiro, condenado a 278 anos de prisão por abusar de pacientes sedadas, é cardiopata e sofre de doença irreversível, segundo laudos apresentados por sua defesa e realizados por perícia. Segundo sua defesa, o tratamento neste momento não pode ser feito na prisão.

Em sua decisão, o ministro diz reconhecer a gravidade dos atos cometidos por Abdelmassih, mas que, diante de laudos médicos conflitantes sobre a condição de saúde do preso, determina sua internação imediata. E pede novo laudo médio pericial junto ao IMESC (Instituto Médico Social e de Criminologia de São Paulo).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos