Lewandowski nega pedido de senadores governistas para excluir Renan de CPI da Covid

André de Souza
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - O ministro Ricardo Lewanowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido feito por senadores governistas para que Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, fosse excluído da comissão. Lewandowski avaliou que se trata de uma questão interna do Senado, não cabendo intervenção do Judiciário.

Renan já fez críticas à política do governo no enfrentamento à pandemia e é pai do governador de Alagoas, Renan Filho (MDB). Na avaliação dos senadores governistas, ele não poderia participar da CPI porque a comissão também investiga repasses de recursos federais aos estados.

Na avaliação de Lewandowski, "tudo indica" que a questão suscitada na ação é "um conflito de interpretação de normas regimentais do Congresso Nacional e de atos de natureza política, os quais, por constituírem matéria de cunho interna corporis, escapam à apreciação do Judiciário".