Libertadas no Panamá dezenas de tartarugas marinhas bebés para ajudar na reprodução

Dezenas de crias de tartarugas-oliva foram libertadas na praia de Punta Chame, no Panamá.

Esta espécie é uma mais pequenas das tartaruga marinhas, é natural do oceano Pacífico e está ameaçada pelo comércio dos ovos, a poluição das praias onde habitualmente desovam e pelos efeitos das alterações climáticas.

As crias são libertadas no areal da praia e não diretamente no mar para que elas possam replicar, pelo menos em parte, o natural processo de travessia desde o ponto de desova até à água. Desta forma, dentro de 18 a 20 anos, espera-se que estas tartarugas possam voltar à mesma praia para desovar e reiniciar o processo de reprodução.