Libertadores: Flamengo supera Atlético-MG e Palmeiras e chega à semifinal com ataque mais positivo

·1 minuto de leitura

As goleadas sobre o Olímpia fizeram o Flamengo chegar às semifinais da Libertadores com o ataque mais positivo da competição. Depois de uma primeira fase em que terminou com a terceira melhor campanha nesse quesito, o clube carioca deixou para trás Palmeiras e Atlético-MG no mata-mata. E será, muito provavelmente, o semifinalista que mais marcou gols entre os quatro classificados.

Depois de marcar 14 vezes na fase de grupos, em que terminou com 12 pontos em seis jogos, o Flamengo fez outros 14 gols em mais quatro partidas, somadas oitavas e quartas de final. Justamente sob o comando do técnico Renato Gaúcho. O principal responsável pela marca é Gabigol, artilheiro do torneio com 10 gols.

Com a arrancada no momento decisivo, o Fla atropelou os números dos principais rivais brasileiros. O Palmeiras havia feito a melhor campanha na fase de grupos em termos de gols. Foram 20 em seis jogos, terminando com 15 pontos. No entanto, marcou apenas duas vezes nas oitavas e quatro nas quartas de finais, totalizando 26.

O Atlético-MG, dono da maior pontuação da fase de grupos, com 16 pontos, balançou as redes 15 vezes na ocasião. Em seguida, passou zerado nas oitavas, e fez 4 gols nas quartas de final, totalizando 19. Hulk, com sete gols, é o principal destaque.

O outro semifinalista, que sai do duelo entre Fluminense e Barcelona de Guayaquil, dificilmente chegará no Flamengo. Ambos jogam com saldo de 15 gols marcados, e precisariam fazer 14 para liderar a contagem. Os dois clubes marcaram dez vezes na fase de grupos e cinco no mata-mata até agora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos