Libertadores: jogo do Atlético-MG é paralisado por protestos na Colômbia

·1 minuto de leitura

O jogo entre América de Cali e Atlético-MG, pela Libertadores, foi interrompido na noite desta quinta-feira, em meio a protestos que estavam prometidos para o entorno do estádio, em Barranquilla.

Os atletas das duas equipes ingeriram gás lacrimogênio e tiveram que lavar o rosto. O médico do Atlético-MG, assim como o técnico Cuca, conversaram sobre a possibilidade de continuidade da partida, que estava empatada em 1 a 1. Minutos depois, a partida foi retomada.

Vale lembrar que a Conmebol bancou a realização do jogo no palco dos protestos, que são motivados pela revolta da população com a reforma tributária no país.

Segundo o regulamento da entidade, "A interrupção, suspensão e abandono do campo de jogo ou cancelamento da partida são o último recurso possível e somente poderão ocorrer quando houver uma ameaça clara e iminente à segurança dos jogadores, oficiais e/ou público".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos