Libertadores: palco de Santa Fé x Fluminense, Muncipal de Techo é fechado pelo governo colombiano

O Globo
·1 minuto de leitura

A partida entre Independiente Santa Fé e Fluminense, pelo grupo D da Libertadores, na próxima quarta-feira, pode ter alteração em seu local. Segundo Luis Ernesto Gómez, secretário de governo de Bogotá, o estádio Metropolitano de Techo, casa do Santa Fé para a partida, estará fechado pelas próximas duas semanas, em medida de restrição no combate ao coronavírus na capital colombiana.

— Os estádios El Campín e o Metropolitano de Techo não estarão disponíveis para o futebol colombiano até 9 de maio — afirmou Gómez à rádio colombiana Caracol. Segundo ele, a medida visa evitar a aglomeração de torcedores em meio à pandemia.

Se o jogo com o Santa Fé, na quarta, sofrer alteração de local, passará para o Estádio La Independencia, em Tunja, cidade localizada a 130 km de Bogotá, numa altitude de 2.800 metros.

Mais cedo, o governo da capital já havia publicado um decreto proibindo a prática de atividades esportivas a partir do dia 30. As linhas gerais sobre as restrições passam a valer já nesta segunda-feira.

Bogotá adotou, também, um toque de recolher, que só permite circulação até às 20h locais, e obrigaria a remarcação do horário do jogo. Como inicialmente estava prevista para para 19h (de Bogotá, 21h no Brasil), o apito final seria após o permitido. Uma permissão especial para este evento não estava descartada.